quarta-feira, 29 de setembro de 2010

"A vida é sincera".

Muitas coisas aconteceram e muitas coisas estão acontecendo. Penso que na real, as coisas acontecem por algum motivo. Seja para você se aproximar de alguma pessoa ou seja para você reconhecer um erro e aprender a ser mais humilde. Mas uma coisa é certa: qualquer realidade que nos é imposta nos faz crescer, evoluindo nosso espírito cada vez mais. Tornamos-nos pessoas melhores, errando, aprendendo, raciocinando, vivendo. Penso ainda que tudo o que está acontecendo só tem a somar mais na minha escalada, na do meu irmão e na do meu pai. A evolução virá, e virá em família. Isso que é o mais importante: minha família. Posso não ser o melhor, posso não ganhar um campeonato ou posso não conseguir mandar um boulder, mas para a minha família, nada disso importa. Aliás, para mim também não.

A escalada sempre foi um estilo de vida para mim. Não escolhi escalar. Nasci praticando. Nasci e fui criado dentro da escalada, criado para a escalada. Aos meu pais agradeço essa oportunidade. Hoje participo da educação do meu irmão, sempre pautada dentro do esporte. Nada é mais importante que o conhecimento, do que o estudo. Acredito que nossa evolução dentro e fora da escalada depende diretamente da nossa inteligência, do nosso saber - específico ou não. Na real não sei o motivo desse post, mas são 12h30 de uma quarta-feira cinzenta na Cidade Maravilhosa e essas palavras vieram a tona na minha mente e eu me senti na obrigação de compartilhá-las com vocês. Como diria um grande amigo: "A vida é sincera".

Post ao som de Bob Marley & The Waillers - No More Troubles.

2 comentários:

Renato disse...

parabéns pelo texto. É isso ai, escalar não é mandar aquele boulder ou mandar aquele grau, escalar vai muito além do mensuravél e está ligado ao nosso estilo de vida, aos principios, aos cuidados com o corpo e mente, e ao contato direto com a natureza, que é o que mais me atrai na escalada

Braços e continue com essa linha de pensamento

Adriana disse...

Vc sempre muito coerente, um orgulho. E está escrevendo bem, hein! Parabéns! Viva a família e as montanhas!