terça-feira, 11 de outubro de 2011

Rokaz Bloc 2011.


Confesso que estava morrendo de saudades de competir. Desde 1999 participo de competições e esse ano só competi uma vez - e mesmo assim em maio. De qualquer forma esse jejum de seis meses chegará ao fim no próximo sábado (15) quando realizarei minha primeira participação em um dos campeonatos de boulder mais importantes do Brasil, o Rokaz Bloc. O evento, que acontece anualmente na academia de escalada Rokaz, em Belo Horizonte (MG), contará com a presença dos melhores escaladores do país. E o Rio não podia deixar de marcar presença. Junto-me aos friburguenses Pedrinho Soares e o atual campeão brasileiro, Eric Teles para partir rumo à capital mineira em busca de bons resultados. Após um mês de treinamentos médios - voltando de uma lesão -, nada melhor que uma competição para ver como estou de fato. Competição no estado mineiro pra mim são as melhores: gente boa, vibe incrível, grandes amigos. Tenho certeza que o evento será de primeira. Espero trazer boas notícias na próxima semana. Boa sorte à todos os competidores.

Cartaz da 4ª edição do Rokaz Bloc. Arte: Rokaz.

As inscrições para a 4ª edição do Rokaz Bloc podem ser feitas até o dia 15, às 13 horas, pelo telefone (31) 2535-9800 ou pelo e-mail rokaz@rokaz.com.br. A 4Climb é uma das apoiadoras e a Verticale patrocina o evento.

Post ao som de Dezarie - Most High.

1 comentário:

João Paulo de Oliveira Bueno disse...

Nos dias 29 e 30 de outubro, uma das maiores regiões de calcário do mundo, receberá escaladores de todo Brasil para um evento que promete mostrar o potencial do centro-oeste de Minas Gerais.

Arcos, Pains e Corumbá. Há 10 anos, a região que agrega estas três cidades é explorada por escaladores locais e conta com aproximadamente 400 km de calcário, 780 grutas e cavernas. O que dá a Pains o titulo de capital mundial do calcário.

A região escolhida para o evento é conhecida como Rastro de São Pedro. Segundo moradores da região, a comunidade recebeu esse nome devido a pegada em uma pedra que fica ao lado da nascente. Tal pegada seria o rastro de São Pedro, que pode ser conferido.

Para veículos de imprensa, há a possibilidade de produção de conteúdo e disponibilização.

Acesse e saiba mais: https://www.facebook.com/event.php?eid=270784516294505

João Paulo Bueno